Workshop Juventude Escola e Modernidade - 10 deDezembro

 

A tutoria escolar como fator promotor do sucesso escolar e do bem-estar de jovens: impactos de uma prática

10 de Dezembro | ICS-ULisboa | 17h30 | sala 2

Francisco Simões (CIS-ISCTE-IUL)


Resumo:

A promoção do desenvolvimento integral dos jovens é uma preocupação nuclear dos sistemas de ensino contemporâneos. Semelhante meta decorre de um reforço das funções de inclusão e de mediação da Escola nas sociedades pós-modernas, lado a lado com as funções clássicas de instrução e promoção de competências (Davies & Bansel, 2007). O incremento das funções de inclusão e de mediação das escolas tem repercussões no papel dos professores.

A importância dos docentes no processo de desenvolvimento pessoal e social dos jovens tem, por isso, merecido uma atenção crescente nas ciências sociais. O envolvimento espontâneo ou programado de professores no processo de socialização tem produzido intervenções focadas no incremento do sucesso escolar e do bem-estar dos respectivos alunos, bem como investigação e literatura abundantes sobre a temática. Contudo, em Portugal, as práticas de tutoria escolar são organizadas de forma dispersa e os seus reais efeitos são desconhecidos. Grosso modo, as mesmas partem de iniciativas isoladas e administrativas de cada escola, que se destinam a responder a desafios socioeducativos apresentados pelos seus alunos.

Partindo desta contextualização, o objectivo central desta oficina é explorar o impacto e os processos interpessoais subjacentes à tutoria escolar. Especificamente, pretende-se: (a) distinguir a tutoria de outros contextos de suporte social de jovens; (b) analisar, genericamente, as virtudes e limitações de programas de tutoria escolar; (c) discutir o impacto escolar, social e pessoal da tutoria escolar em jovens socialmente vulneráveis e as respetivas implicações para o sistema de ensino.

Na discussão dos diferentes impactos e implicações da tutoria escolar, utilizar-se-á, como quadro de referência, um programa desenvolvido na Região Autónoma dos Açores e disseminado por escolas da região e de Portugal Continental, denominado Metodologia TUTAL (Simões & Alarcão, 2008; 2014). A Metodologia TUTAL é um programa de tutoria escolar dinamizado por professores tutores, dirigido a pré-adolescentes e adolescentes socialmente vulneráveis. O programa foi concebido na Região Autónoma dos Açores, entre 2006 e 2010, por uma rede de instituições públicas e privadas. Posteriormente, entre 2011 e 2013, o programa foi difundido em escolas daquela Região e de Portugal Continental, no âmbito de um projeto de doutoramento apoiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia.

Palavras-chave: Socialização; tutoria; sucesso escolar; bem-estar.



Francisco Simões - Doutorado em Psicologia pela Universidade de Coimbra. Actualmente é investigador do Centro de Investigação e Intervenção Social do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (CIS-ISCTE-IUL). É também coordenador e gestor de projetos do Centro de Desenvolvimento e Inclusão Juvenil da Caritas da Ilha Terceira financiados pelo Governo Regional dos Açores, Fundação EDP e Fundação Gulbenkian, entre outros. Tem experiência como formador no âmbito da formação contínua de professores. Tem comunicações feitas e trabalhos editados em publicações internacionais com arbitragem científica em Portugal e também no estrangeiro em países como Austrália, Brasil, Canadá ou Estados Unidos.

  • Faixa publicitária
  • Faixa publicitária
  • Faixa publicitária

Contacte-nos