- 5 Novembro - Mesa de Diálogo Estudos Contemporâneos sobre Juventude

 

No próximo dia 5 de Novembro, irá ter lugar, no ICS-UL uma Mesa de Diálogo centrada em Estudos Contemporâneos sobre Juventude. A mesa irá contar com a participação de investigadores da Universidade Federal da Bahia e da Universidade do Estado da Bahia.














Programa



15h - Mesa de Diálogo I 
- Estudos sobre formação e práxis pedagógica

    "Desafio formativo e pedagogia social: práxis pedagógica socioeducativa como referência"
    - Prof.ª e Mestranda Vanessa Ribeiro (UNEB)

     "Formação docente e práxis pedagógica: da invisibilidade ao reconhecimento de juventudes com doenças crônicas"
    - Prof.ª e Doutoranda Daniela Reis (UNEB)
   

 16h30 - Mesa de Diálogo II - Estudos Contemporâneos sobre Juventude    

    "Etnolazer: experiências culturais com as juventudes de Salvador"
    - Prof. Dr. Romilson Augusto dos Santos (UFBA)

    "Cartografia das juventudes (inter)nacionais: referências teóricas, grupos de pesquisa/observatórios e políticas públicas"
     - Prof. Dr. Augusto Cesar Rios Leiro (UFBA/UNEB)







RESUMOS


DESAFIO FORMATIVO E PEDAGOGIA SOCIAL: PRÁXIS PEDAGÓGICA SOCIOEDUCATIVA COMO REFERÊNCIA

Por: Vanessa Ribeiro dos Santos

Resumo

A realidade de milhares de pessoas em situação de vulnerabilidade social no Brasil reflete um sistema educacional ainda excludente,em conflito com os direitos previstos na Constituição Federal (1988), o Estatuto da Criança e do Adolescente (8069/90) e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (9394/96). Os dados estatísticos anunciados em 2013 pelo Ministério da Educação registram um aumento significativo dos investimentos no campo da educação pública na Bahia. No entanto, ainda não foi possível sentir as transformações qualitativas imprescindíveis a uma reversão no quadro social vigente. Ao atuar neste contexto diferenciado, o professor deve desenvolver uma práxis socioeducativa, que propicie a formação ampliada dos sujeitos envolvidos,aliada a uma práxis pedagógica comprometida com a mobilização social. Considerando o projeto socioeducativo Programa de Criança Petrobras, como lócus privilegiado de pesquisa, delineia-se, como questão central da presente pesquisa, entender como se constitui teórica e metodologicamente a experiência pedagógica no projeto socioeducativo do Programa de Criança Petrobras.Como principal objetivo, busca-se analisar a prática pedagógica e os desafios formativos fundamentais dos participantes do projeto socioeducativo Programa de Criança Petrobras na Bahia. Trata-se de um estudo de natureza qualitativa, que conta com nove pedagogas de nove municípios diferentes, como sujeitos de diálogo, prevê uma análise documental e entrevistas semiestruturadas, como procedimentos metodológicos. Vale registrar que a investigação se encontra na primeira etapa e em discussão no Fórum de Pesquisa do PPGEduC da Universidade do Estado da Bahia.

Biografia

Vanessa Ribeiro dos Santos é Pedagoga, com especialização em Gestão de Pessoas. Possui experiência na área de Desenvolvimento Humano, Coordenação pedagógica e Formação do Educador. Desde 2009, coordena o projeto socioeducativo do Programa de Criança Petrobras, desenvolvido em nove municípios da Bahia. Atua também na elaboração de textos didáticos e projetos interdisciplinares, tendo como foco o Ensino Fundamental I. É pesquisadora do grupo de pesquisa FECOM (Formação do Educador, Comunicação e Memória), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade da Universidade do Estado da Bahia. Atualmente, desenvolve pesquisa de mestrado com ênfase nas categorias teóricas: práxis pedagógica socioeducativa, formação de professores e pedagogia social.


FORMAÇÃO DOCENTE E PRÁXIS PEDAGÓGICA: DA INVISIBILIDADE AO RECONHECIMENTO DE JUVENTUDES COM DOENÇAS CRÔNICAS

Por: Daniela Santana Reis

Resumo

Aos treze anos do século XXI, a pesquisa vem imprimindo sua contribuição em questões significativas da educação, buscando ampliar a visibilidade dos sujeitos historicamente excluídos da sociedade. O estudo inscreve-se nesse esforço e, no texto em foco, elege Diversidade, Formação Docente, Práxis Pedagógica, Juventude e Doença crônicas/falciforme como categorias teóricas centrais,discutindo a práxis pedagógica de educadores durante os percursos formativos da juventude soteropolitana com doença falciforme. Adota cinco questões de estudo norteadoras, a saber: em que medida a formação docente contribui para a práxis pedagógica dos professores de jovens com doença falciforme? O que conhecem e como lidam cotidianamente os(as) professores(as) com as especificidades da juventude com doençascrônicas? Como se percebem os(as) professores(as), ao desenvolverem suas ações pedagógicas com a juventude com doença falciforme? Quais as experiências educacionais vivenciadas por esta juventude? No percorrer metodológico optou-se pelo estudo de caso, pesquisa que se ancora em uma abordagem qualitativa, com base na teoria crítica. Na coleta (MINAYO, 2004) das informações serão realizados levantamentos documentais, entrevistas e grupos focais. As sínteses iniciais apontam para a necessidade de reconhecer a população juvenil com doença crônica/falciforme em Salvador/Bahia, a pertinência do entrecruzamento da educação, juventude e saúde, como campos substantivos de debate, para a importância do trato pedagógico a altura dos sujeitos envolvidos e da problemática em tela. Ressalta-se que esta pesquisa está em sua fase inicial (exploratória), que deverá ser sucedida por duas outras fases.

Biografia

Daniela Santana Reis é graduada em Pedagogia, com ênfase em Gestão Escolar e Docência, para as matérias pedagógicas do Ensino Médio. É mestre em Educação e Cultura Contemporânea, desde dezembro de 2007. No Mestrado, desenvolveu estudos na área de Educação, Trabalho e Meio Ambiente, através da análise de uma política pública (PNPE), cuja dissertação contribuiu para a avaliação do programa nacional de incentivo ao primeiro emprego. Atualmente, é doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade da Universidade Estadual da Bahia (UNEB) e professora pesquisadora I – CAPES. Profissionalmente, atua como docente na Faculdade Adventista da Bahia, nos cursos de Licenciatura em Pedagogia, Enfermagem e em cursos de pós-graduação. Neste momento, desenvolve seus estudos na área de Educação e Saúde, investigando as categorias, formação docente, práxis pedagógica, juventude e doença falciforme.


ETNOLAZER: EXPERIÊNCIAS CULTURAIS COM AS JUVENTUDES DE SALVADOR

Por: Romilson Augusto dos Santos

Resumo

O presente texto busca publicizar uma investigação cuja centralidade está em questões e argumentos heurísticos relativos ao lazer, educação e culturas juvenis, em suas relações formativas. A escrita inspira-se na discussão do currículo e da formação e toma como principal perspectiva as práticas de lazer em cenários de organização e expressão das culturas juvenis urbanas contemporâneas. É em torno do diálogo com a literatura, com as vivências práticas dos sujeitos sociais, que são identificados os aspectos que constituem a opção epistemológica deste estudo, na perspectiva de compreender os sentidos e significados atribuídos às práticas de lazer, em cenários tais como os movimentos de "graffiteiros" e "skatistas". Tem como objetivo identificar aspectos formativos que suas culturas de lazer veiculam em relação aos "atos de currículo" que experienciam, bem como expressões de práticas de lazer, permitindo dialogar no campo educacional em direção a uma educação cidadã plural. Como procedimentos metodológicos, utilizamos: diálogo com os autores da área; análise de conteúdo de textos temáticos; observação e registro das práticas; análise das falas dos jovens pesquisados para (re)conhecer os sentidos e significados atribuídos ao lazer e seus conteúdos culturais. Tomamos, como base, estudos etnográficos das práticas educativas pautadas na etnopesquisa crítica e, nesse sentido, adotamos uma atitude de investigação que deseja apontar, a partir das conclusões da investigação em pauta, para proposições que podem ser anunciadas no âmbito dos cenários em estudo, identificando-as no projeto histórico que desejamos construir para a educação e para as novas políticas públicas juvenis.

Biografia

Romilson Augusto dos Santos é mestre e doutor em Educação, pela Universidade Federal da Bahia. Graduado em Educação Física, pela Universidade Católica do Salvador (1987); especialista em Metodologia da Educação Física Infantil e em Marketing pela UNIFACS. Foi Secretario Estadual do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte – Bahia (2006/2010) e Diretor de Marketing da Federação Baiana de Voleibol (2009/2010). Atualmente, é professor Adjunto da Universidade Federal da Bahia, onde leciona as disciplinas Recreação I; Etnolazer, Culturas e "atos de currículo" e Educação e Lazer. Tem experiência nas áreas de Marketing, Recreação, Lazer, Currículo, Formação e Sociologia; com ênfase em Sociologia do Lazer, atuando principalmente nos seguintes temas: educação, juventude, lazer, educação física, turismo, marketing esportivo e formação de professores.


CARTOGRAFIA DAS JUVENTUDES (INTER)NACIONAIS: REFERÊNCIAS TÉORICAS, GRUPOS DE PESQUISA/OBSERVATÓRIOS E POLÍTICAS PÚBLICAS

Por: Augusto Cesar Rios Leiro

Resumo

Trata-se de um projeto de estudo compartilhado, envolvendo pesquisadores brasileiros e portugueses, do Grupo MEL/Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal da Bahia, do Grupo FECOM/Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade da Universidade do Estado da Bahia e em tratativa com o Observatório da Juventude de Portugal e do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. O objeto de estudo em tela elege a juventude como sujeito de diálogo e intenta, a partir de três subprojetos, conhecer e reconhecer referenciais teóricos em língua portuguesa; grupos e observatórios de pesquisa, bem como ordenamento legal e políticas públicas brasileiras e portuguesas na ambiência das culturas juvenis. A pesquisa afirma-se como matricial, tem natureza qualitativa e prevê etapas de produção e socialização do conhecimento produzido.

Biografia

Augusto Cesar Rios Leiro é doutor em Educação, pela Universidade Federal da Bahia, com Estágio na Universidade de Lisboa (2004); mestre em Educação, pela Universidade Federal da Bahia (2001), e licenciado em Educação Física, pela Universidade Católica do Salvador (1984). Possui formação em Radialismo pelo IFBA, e em Administração Esportiva pela UCSal. Atualmente, é professor-pesquisador do PPGE – Universidade Federal da Bahia, e do PPGEduC– Universidade do Estado da Bahia. Na FACED/UFBA, é líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Mídia/memória, Educação e Lazer (MEL) e Coordenador do Curso de Pós-Graduação em Tecnologia e Novas Educações. Na UNEB, é líder do Grupo de Estudos em Formação do Educador, Comunicação e Memória (FECOM), pesquisador associado ao GEPEFEL. Sócio-pesquisador e Ex-Diretor Nacional de Comunicação do CBCE. Membro da Coordenação Nacional dos Pesquisadores da Rede Cedes– Ministério do Esporte. É Conselheiro da Associação Atlética da Bahia, do Conselho Estadual de Esporte e Lazer da Bahia e do Conselho Superior do IFBA. Tem experiência de ensino em Comunicação e Mídia e em Metodologia da Pesquisa, nas áreas de Educação, Saúde e Educação Física, e de pesquisa, no campo da formação de professores, mídia, juventude e políticas públicas.





  • Faixa publicitária
  • Faixa publicitária
  • Faixa publicitária

Contacte-nos